A Sala da Ina

Educação de Infância

Medicina Baseada na Evidência

Os pais têm mais probabilidades de ler aos seus filhos quando o seu médico de família os encoraja a fazê-lo. 

  • As crianças que contactam precocemente com livros e ouvem ler com assiduidade adquirem uma linguagem mais rica, tanto no que respeita à expressão como à compreensão.
  • Uma criança exposta precocemente aos livros adapta-se melhor à escola e tem maior probabilidade de sucesso escolar.
  • Uma população menos escolarizada e com nível de literacia fraco apresenta maior resistência à mudança de estilos de vida, menor entendimento e adesão aos conselhos médicos, menor cumprimento da terapêutica, menor capacidade de gestão das suas doenças crónicas, maior taxa de hospitalização e uso inadequado dos serviços de saúde.
  • O número de anos de escolaridade relaciona-se directamente com a sobrevivência da população em geral.

O Projecto Ler+ dá Saúde está associado ao projecto  Reach out and Read
Há 12 anos um grupo de médicos e educadores de Boston criou o programa “Reach out and Read”(ROR). Este programa consiste em oferecer livros e inserir aconselhamento da leitura em voz alta aos pais, nas consultas de rotina e na observação das crianças, feitas por médicos e enfermeiros.
Actualmente abrange 3 milhões de crianças, distribui 5 milhões de livros por ano  e envolve 47 mil médicos e enfermeiros e profissionais de saúde em muitos Estados. Os resultados têm sido extremamente positivos.

Em vários países os Profissionais de Saúde têm vindo a envolver-se em projectos de aconselhamento de Leitura em Família com resultados positivos.

« Projecto “Ler mais dá saúde”

%d bloggers like this: